3 Dicas para criar orçamentos de marketing para e-commerce

orçamentos de marketing para e-commerce - eMarketUm dos principais desafios das lojas virtuais, todo final de ano, é criar os orçamentos de marketing para o ano seguinte. A menos que uma empresa tenha fundos quase ilimitados, este processo requer escolhas difíceis sobre como promover o negócio e o que eliminar das ações de marketing propostas.

Mesmo a menor das empresas de comércio eletrônico vai precisar preparar seus orçamentos de marketing e seu plano de marketing. O processo de planejamento típico começa com o estabelecimento de metas, desenvolvimento de estratégias para alcançar esses objetivos de negócio e escolha das ações de marketing – marketing de conteúdo, e-mail, ou similar – para atingir esses objetivos. Uma vez que as táticas de marketing foram identificadas, a loja virtual deve entender como vai pagar por essas ações ao longo do ano.

Esta última etapa, orçamento, pode realmente ser o mais desafiador, particularmente, quando um comerciante acredita que cada tática escolhida acabará por ajudar a empresa a crescer. Alguns cortes orçamentários ainda podem ser necessários.

Então, seguem abaixo algumas dicas para ajudar a decidir quais ações de marketing manter e quais cortar.

1) Mantenha as Ações de Marketing de Experiência

Muito tem sido escrito sobre o ambiente da mídia moderna, mídia fracionada. Não há, aparentemente, nenhum veículo único de publicidade, ferramenta ou estratégia que vai chegar a todas as pessoas, em todos os lugares.

Além do mais, mesmo que um comerciante possa ter uma mensagem promocional que chegue a todo mundo, a mensagem não seria relevante para todos. Ainda, os consumidores possuem um número significativo de opções de loja, e podem fazer suas escolhas não apenas com base no preço ou nos anúncios. Então, o diferencial pode ser o relacionamento e as experiências dele com a sua loja.

O marketing de experiência é uma das melhores ações que um comerciante pode fazer como algo autêntico e, assim, oferecer aos consumidores muito mais do que a simples troca de bens. Táticas de marketing que visam experiência também podem ser mais duradouras.

Quando chega a hora de escolher quais táticas de marketing manter no seu orçamento, escolha as que são úteis para os clientes e melhoram a experiência de compra – o que pode atrair clientes ao longo do tempo.

2) Considere o Retorno sobre o Investimento (ROI) do Contexto

O ROI, frequentemente citado, mas não muitas vezes compreendido, mede o desempenho geral e determina a eficiência relativa.

Na sua forma mais básica, o ROI é geralmente o cálculo do ganho sobre algum investimento (tática de marketing neste contexto), subtraído do custo da tática de marketing e dividido pelo custo do investimento em marketing.

Calcular o ROI pode ser útil na escolha das táticas de marketing. Imagine uma ação de marketing que deu um lucro de R$ 100,00 em relação a um investimento de R$ 50,00. O ROI seria de 100%. Enquanto isso, outra ação retornou R$ 200,00, mas custou R$ 125,00. Neste último caso, o ROI seria de 60%. Assim, sendo possível, recomenda-se triplicar o investimento na primeira tática, enquanto diminuir ou eliminar a segunda tática.

Sabemos que olhar somente o ROI em um orçamento de marketing pode ser um grande erro. Nem todas as táticas são destinadas a ter o mesmo objetivo ou duração. Assim, quando se está definindo um orçamento de marketing, é vital considerar ROI do contexto.

Por exemplo: o marketing de conteúdo é usado, normalmente, para criar relacionamentos de longo prazo. Assim, o post de um Blog pode ter um impacto pequeno, ocasionando vendas imediatas. Mas, esse post pode ser um sucesso para a obtenção do relacionamento duradouro com o cliente – isso é algo muito valioso. Neste exemplo, a equação do ROI poderia considerar o seguinte:

  • Tráfego do site
  • Número de visitantes que se tornam assíduos
  • Número de visitante que se tornam clientes
  • Valor médio de vida de um cliente

Desta maneira, se um post custou R$ 300,00 para ser produzido e teve 100 visitas, e se, em média, seis visitantes do site se tornaram clientes fiéis e, destes, dois se tornaram clientes que gastaram de 3.500 reais cada ao longo de um período específico (12 meses, por exemplo), esse post teria um ROI de 2,200%.

Então, o que é melhor? Isso pode depender de outras coisas. Assim, quando você estiver decidindo quais táticas executar e o que não fazer, é fundamental ter em conta não apenas o ROI, mas o ROI do contexto.

3) Saiba o que você pode executar

Simplesmente porque uma ação de marketing está em andamento, pode produzir um bom ROI e já está no orçamento, não significa que uma empresa de comércio eletrônico pode realmente executá-la.

Posts no blog, como no exemplo acima, podem ser uma boa tática para alguns varejistas online. Mas, se um varejista não tiver capacidade de produzir conteúdo, pode não fazer sentido incluir uma verba de marketing de conteúdo no orçamento.

Da mesma forma, se um proprietário de uma pequena empresa de comércio eletrônico acredita que eventos como feiras ajudarão a aumentar as vendas, mas não tem um meio de transporte dos produtos a esses eventos, esta ação não faz sentido no orçamento.

Ao decidir quais táticas de marketing incluir no orçamento, garanta que o negócio vai realmente ser capaz de executar essas táticas.

#teamemarket
eMarket Digital Sales é uma empresa de varejo online, especializada na análise, implementação, gestão e operação de lojas virtuais.

Nota: este post foi traduzido e adaptado do original 3 Tips for Creating Ecommerce Marketing Budgets, de Armando Roggio.